Saiba mais sobre Escova progressiva
close

Escova progressiva

Compartilhe esse artigo:

Sendo um procedimento muito popular e famoso, quando se fala em cabelos, a escova progressiva segue sendo um dos métodos mais eficientes do mercado.

O fato de ter um resultado forte e prolongado faz com que esse método seja um dos mais procurados por pessoas que desejam ter o cabelo liso.

Porém, as controvérsias acontecem pelo fato de a escova progressiva ser um método permanente, ou seja, não é possível ter de volta a textura anterior dos fios.

Para conseguir tirar a escova progressiva que está no seu cabelo, deverá deixar crescer até que atinja um comprimento bom o suficiente para que a parte alisada seja cortada.

Os componentes que são utilizados no produto geram discussões, pois existem muitas formulas e procedimentos diferentes para atingirem o mesmo resultado.

Por isso, no artigo de hoje, veremos sobre a escova progressiva, e mais algumas curiosidades, vamos lá?

Entendendo mais sobre a escova progressiva

Sendo a técnica que deixa os cabelos alisados e flexíveis, é necessário entender como a escova progressiva age e quais os métodos do processo nos cabelos.

Sendo um tratamento que age na estrutura dos fios, ela acaba mudando o mesmo, reduzindo o volume e os frizz, deixando o cabelo com aspecto liso, brilhante e sedoso.

Assim como qualquer outro tratamento, na escova progressiva também existem os prós e contras. Contando como ponto positivo, o tempo em frente ao espelho diminui, além de diminuir o uso de secador e chapinha.

Além do tempo de duração da escova progressiva, que pode chegar até os 6 meses em alguns tipos de fios, agradando assim ao público que deseja praticidade.

Já em contra partida, os cabelos tendem a ficarem mais ressecados, assim como qualquer procedimento capilar, podendo danificar, principalmente se mexem na estrutura dos fios.

Para alcançar esse efeito de cabelo liso, as cutículas do fio são abertas para que o produto atue na estrutura, modificando e fazendo com que assumam a forma lisa. Por conta disso, os fios costumam perder água, gordura e queratina.

Todas essas coisas que o cabelo tende a perder são essenciais para a saúde dos seus cabelos, e é exatamente por isso que os cabelos geralmente ficam mais fracos e quebradiços.

Então, para manter a vida do cabelo de forma saudável, é importante fazer a manutenção da progressiva, usando produtos próprios para cabelos com química.

Tipos de cabelo para a progressiva

Todas as pessoas que desejam reduzir o frizz e deixar o cabelo com mais brilho, podem ir em direção da escova progressiva, porém, é necessário ter alguns cuidados antes de realizar o procedimento.

Primeiro é importante ressaltar que, geralmente, a escova progressiva é recomendada para quem deseja fios mais lisos e o resultado pode ser mais ou menos aparente, dependendo do tipo de cabelo.

Por exemplo, pessoas que nunca colocaram nenhum tipo de química no cabelo, são conhecidas como “cabelo virgem” e tendem a observar que o esperado não é tão agradável quando se compara a um cabelo que já havia recebido química antes.

O cabelo que nunca foi submetido a química possui as ligações de queratina e cutículas intactas, isso mostra que o produto precisará de mais esforço para quebrar as barreiras e penetrar no fio.

Pessoas com cabelos crespos também costumam reclamar do resultado, isso porque o cabelo crespo tem naturalmente menos cutículas, por isso existe uma fixação mais baixa e, no momento da selagem, o fio caba engrossando.

Cabelos muito danificados necessitam de um tratamento de cronograma capilar, pois a escova progressiva pode quebrar mais o cabelo, por isso pode ser feito também uma análise dos fios antes do procedimento.

Agora, para quem realiza relaxamento, o ideal é esperar pelo menos 7 dias antes de fazer escova progressiva no cabelo.

Outra controvérsia que envolve esse procedimento é sobre a idade mínima, isso porque o Estatuto da Criança e do Adolescente proíbe a utilização de produtos químicos nos cabelos das crianças.

Porém, existem muitos casos de profissionais que realizam esse procedimento em crianças, que também não é aconselhado de acordo com a ANVISA.

Como escolher o melhor tipo

Hoje em dia são oferecidos vários tipos, o que pode confundir e dificultar na hora da escolha de qual seria a escova progressiva ideal para os cabelos.

Por mais que o objetivo das técnicas sejam os mesmos, os princípios ativos são diferentes, assim como a indicação para o tipo de cabelo.

A maior diferença entre as escovas é o cheiro e a porcentagem de alisante, e elas estão interligadas, pois quanto mais alisante, mais forte o cheiro ficará.

Para te ajudar nessa tarefa de escolha, separamos os tipos mais comuns de escovas progressivas, sendo elas:

  • Escova de chocolate
  • Escova marroquina
  • Escova de mel
  • Progressiva tradicional
  • Escova inteligente

Escova de chocolate

A escova de chocolate tem a intensão de dar brilho, maciez e redução de volume, além de ser considerada a menos agressiva, causando menos alergia caso seja comparada com a escova progressiva tradicional.

Devido a promessa de brilho e maciez, existe uma possibilidade de o couro cabeludo acabar produzindo mais óleo.

Escova marroquina

Esse tipo de escova é a mais próxima da escova progressiva tradicional, porém, por ter um neutralizador, aceita que o cabelo seja preso ou até mesmo modelado no mesmo dia.

Muito recomendada para cabelos ondulados, cacheados e crespos que pretendem reduzir o volume.

Com um profissional adequado, a primeira ação é lavar os cabelos com shampoo de limpeza profunda, após isso, o cabelo é secado e o cabeleireiro aplica o produto e novamente o cabelo é secado, só que dessa vez com o produto.

Logo em seguida, os fios são modelados com chapinha, alisando-os, e por último é feito um enxague e aplicado um creme de tratamento para finalizar.

Escova de mel

Com uma formula mais natural, essa escova progressiva reduz o volume e temporariamente o frizz. Por ser mais suave, é recomendada para cabelos ondulados, e para quem não deseja o efeito espigado.

Entre os ativos desse composto, o colágeno é um deles, ajudando a hidratar os fios, a queratina, que é a proteína mais importante para a vitalidade e crescimento dos fios, e vitamina A, que hidrata e reduz as pontas duplas.

Já o mel é um emoliente capilar altamente hidratante, com antibactericida natural que ajuda a restaurar os fios, dando vitaminas extra e minerais.

Progressiva tradicional

A escova progressiva tradicional é a que o poder alisante é muito alto, cumprindo o processo de forma básica e super eficiente, através da utilização da queratina e o óxido acetamide, dessa forma, alisando os cabelos de forma progressiva.

Escova Inteligente

Assim como na escova tradicional, a escova inteligente também utiliza da queratina e do óxido acetamide para conseguir alisar os cabelos.

Porém, a diferença se encontra no fato dos cabelos poderem ser lavados no mesmo dia que a escova foi feita, ao invés de três dias depois como é necessário na escova tradicional.

Progressiva com e sem formol

Esse polêmico ingrediente deve ser desassociado da escova progressiva e ao uso estrito do formol, por isso é tão importante falarmos dele.

Na escova progressiva, o formal causa efeitos colaterais, como a queda de cabelo, enjoos e as vezes até queimaduras no couro cabeludo.

O formol sempre apareceu diretamente ligado ao tempo de duração da escova progressiva, conservando por mais tempo o efeito liso, porém, o uso em excesso é prejudicial à saúde.

A ANVISA que é uma agência responsável pelo controle sanitário de todos os produtos e serviços oferecidos que são obrigatoriamente analisados pela vigilância sanitária.

Isto faz com que o órgão seja responsável por checar tudo o que comemos ou usamos, se causará problemas de saúde ou não.

Por isso que, quando os componentes da escova progressiva com formol foram verificados, chegaram à conclusão de que a quantidade de formol estava acima do autorizado, o que causaria alergia, irritação e até mesmo falta de ar.

Por conta disso que muitas empresas passaram a desenvolver a chamada escova progressiva sem formol que, funciona da mesma forma, porém sem ter o componente em sua composição.

A escova sem formal possui substitutos como a Etalonamina, que é da mesma família que a amônia e o tioglicolato de amônio, porém sem afetar e prejudicar tanto o couro cabeludo e os cabelos.

Os componentes agem na fibra do fio, permitindo que seja moldado com mais facilidade deixando os cabelos com aspecto mais liso.

A escova sem formol também dá um aspecto liso, mas a diferença é que a durabilidade e o resultado se dão a longo prazo, sendo mais hidratante que a escova progressiva com formol.

Manter um cronograma capilar de hidratação e reposição garante a saúde dos fios, e consequentemente uma escova progressiva com efeito prolongado.

Como saber se a escova progressiva contém formol

O cheiro é muito característico e forte, sem contar que ele causa ardência na região dos olhos, e percebendo isso durante o procedimento já é um sinal de que a escova progressiva contem formol em sua composição.

Além disso, é possível encontrar na embalagem nomes como Formaldeído, ou Poliformol, e outros nomes do gênero que possuam formol em sua composição.

Conclusão

No artigo de hoje, pudemos ver um pouco sobre escovas progressivas e seus agentes, e com isso conseguimos entender também um pouco mais sobre como a escova progressiva age de fato no nosso cabelo.

Além dos tipos de progressivas, alguns benefícios e indicações são importantes para escolher o tipo certo, para que assim as madeixas sofram menos e você consiga repor seus nutrientes com mais facilidade.

expand_less

Aproveite o tratamento de Escova progressiva com até 80% de desconto! Veja abaixo algumas ofertas.

Icone mensagem

Baixe o Aplicativo, acesse seus cupons com facilidade e receba descontos exclusivos.

Feito com carinho para você achar os melhores tratamentos.